STATUS COVID | E a pandemia, como anda?




Índia é o novo epicentro da doença, mas o Brasil segue em grande risco, com mais de 411 mil mortes.



Alerta de atualização: 19/05/2021


Giro rápido? Como falamos semana passada, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que a variante descoberta na Índia é altamente contagiosa. O Rio Ganges, considerado o mais sagrado pelos indianos, agora é um cemitério improvisado: centenas de corpos têm sido encontrados flutuando no rio, ou enterrado em suas margens. E a preocupação com essa cepa é grande porque nas últimas semanas foi detectada também em outros 44 países. Segundo especialistas, essa variante tem um padrão de surgimento: locais que acreditam já estar bem imunizados e começam a relaxar nas medidas de segurança de contágio.


Nos Estados Unidos, segue o turismo das vacinas; tem empresários gastando até R$450 mil para vacinar toda a família nesse passeio. Por lá, já estão falando em retornar ao “normal” até 4 de julho. Serásse? E falando nesse retorno, França e Áustria também estão reabrindo bares e cinemas. Com todas essas notícias, fico aqui num misto de sonho e aflição… E vocês? Mas ainda para ajudar na chama acesa da esperança: as mortes semanais por Covid-19 na Espanha caíram 90% desde o início da vacinação.


Outro rolê importante é que tem um grupo de cientistas renomados exigindo uma “investigação autêntica” sobre a origem da pandemia. Eles criticam, inclusive, o relatório da OMS, divulgado em março deste ano. Nele constava que era “extremamente improvável” que tivesse ocorrido um acidente de laboratório. Segundo os cientistas, esta hipótese não deve ser anulada ainda, até que haja provas suficientes para tal.


Por aqui? Bem, quem aí tem acompanhado a CPI da Covid? Muitas emoções, né. Já rolou:  Governo rejeitando 11 ofertas de vacinas; Planalto ter considerado mudar a bula da cloroquina para alegar que esta servia no combate ao covid-19, além do ex-secretário de Comunicação do governo Fábio Wajngarten contando como ele integrou uma comitiva independente para a compra de vacinas da Pfizer, sem o envolvimento do Ministério da Saúde. E ontem (19/05), teve um dos depoimentos mais aguardados: o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, que antes de ir à CPI conseguiu que o Supremo Tribunal Federal (STF) lhe garantisse o direito de ficar em silêncio, para não se incriminar. Ele mentiu sobre a crise de oxigênio em Manaus e sobre o cancelamento do protocolo de intenções de compra da Coronavac em outubro de 2020. Após alegações de que o ex-ministro passava mal, a sessão foi suspensa e será retomada nesta quinta (20/05).


Seguimos? Não é tempo de negacionismo.


NO MUNDO


+ 165

milhões de pessoas infectadas

+ 144

milhões de casos que se recuperaram

Acompanhe aqui

Fonte:  World do meters.
NO BRASIL


+ 15 

milhões de pessoas infectadas

+ 439

mil óbitos

Acompanhe aqui

Fonte: CONASS, Conselho Nacional de  Secretários da Saúde
.
DOSES DE VACINAS ADMINISTRADAS


+ 1

bilhão no mundo

+ 54

milhões no brasil

Acompanhe aqui

Fonte: Our Wold in Data. 


BRASIL PRIMEIRO:




Para não dizer que não falei de flores: a média móvel de óbitos é quase 20% menor agora do que no fim de maio. Entretanto, os números de contágios seguem elevados. O que isso significa? Que podemos vivenciar uma nova onda. E infelizmente o fato da Butatan e Fiocruz terem interrompido a produção de vacinas, devido à falta de insumos importantes da China, pode piorar esse cenário.

Chegaram doses da Pfizer finalmente, mas o plano de vacinação segue ultralento e ainda temos muitos entraves para acelerar esse processo. Um deles é a abstenção que está rolando para a segunda dose: sim, as pessoas estão deixando de tomar a última dose da vacina, o que é muito prejudicial para o processo de imunização como um todo. E uma nova questão que surgiu é que muitas pessoas tomaram a segunda dose de um imunizante diferente da primeira, o que também não garante uma imunização completa.

E ficamos aqui no aguardo da vacina e do impeachment…




VACINAS
x
MUTAÇÕES.




Durante uma pandemia, é esperado que o vírus passe por mutações conforme vai sendo transmitido. E sim, embora estejamos seguindo com a imunização, é preciso gravar bem: a expansão da pandemia continua descontrolada, o que, infelizmente, facilita ainda mais o surgimento de novas variantes. É por causa delas que a terceira onda está rolando no meio de vários programas de vacinação em andamento. E sim, devido a essas variantes, vai demorar muito para chegarmos ao estado de imunidade de rebanho.

E como anda as vacinas pelo mundo no meio disso tudo? Isso varia de país para país, porque cada um estabeleceu metas específicas para o fim da imunização. Fora isso, também começaram os testes de vacinas em crianças. Farmacêuticas como Pfizer, Janssen e Moderna buscam candidatos a partir de seis meses para os ensaios. É que, embora a doença afete pouco os pequenos, eles podem atuar como reservatório do vírus. E a China começou a avaliar a possibilidade de misturar várias vacinas. Enquanto isso, na Rússia, eles conseguiram aprovar a versão de dose única da vacina Sputnik.
Segundo o microbiologista John McConnell, no ritmo atual, as vacinas chegarão no mundo todo no final de 2023.

PARA CONTINUAR SE CUIDANDO




Primeiramente, vamos evitar a todo custo a propagação de fake news, já basta autoridades potencializando o negacionismo. Estamos combinados assim? Obrigada!

Agora, para quem ainda não sabe: saiu uma pesquisa contando que o risco de transmissão da Covid-19 por superfícies é muito baixo. Portanto, é legal ficar mais atente à ventilação dos ambientes. Principalmente agora que, pelo menos aqui no Brasil, várias cidades estão voltando a abrir bares e restaurantes, enquanto parques seguem fechados. Sim, confuso, né? Por isso, se informem!

Mais alguns links importantes: estudo que comprova a importância de usar a máscara PFF2 ou N95; cuidados após a vacinação; porque tratar Covid-19 com remédios não é tão efetivo; tabela para avaliação do risco de eventos sociais; e medidas cruciais contra o coronavírus. Além disso, teve um novo estudo que comprova a relação entre dengue e covid-19! Bora se comprometer a ficar por dentro desses links e espalhar essas informações?
E lembrando, para quem se vacinou, mesmo com a segunda dose, ainda há medidas para seguirmos atentes!





︎


Sim, não vemos a hora de sair dessa. Tá todo mundo esgotade de tudo isso, mas a paciência ainda se faz muito necessária. Por isso, como de praxe, se puderem, fiquem em casa. E ao sair, usem máscara. E vamos combater os discursos antivacina, pelo amor de.

Reportagem: Jessica Amorim

MJOURNAL ED.007- UMA IMAGEM CURA MAIS DO QUE MIL PALAVRAS.