ATALHO/  VEM CÁ, LER.






Icky Trump, nem tamo falando de comunismo.


POR ANA CAROLINA RODARTE

A eleição four-on-the-floor de Kamala Harris y o poder feminino na corrida presidencial dos EUA.


︎︎︎





Carnaval, talvez.... vem aí?!


POR GABRIELA CAMPOS

Como fica a indústria criativa com maior potencial aglomerativo por metro quadrado enquanto o mundo pede distância e comedimento?


︎︎︎






Posições de “Yoga da Quebrada”.


POR JÉSSICA AMORIM

Pedro Neves, mais conhecido como Pedro Neves ou ainda aka Mulungu, é artista plástico, nordestino do Maranhão, e hoje reside no Morro das Pedras, em Belo Horizonte. No seu trabalho, apresenta recortes sobre família, ancestralidade, ocupações das juventudes e as influências do cotidiano nas culturas tradicionais, discutindo sobre espaços e posições das narrativas que vivencia.



︎︎︎




Olympia decide morrer.


POR ANA CAROLINA RODARTE Y IGI LOLA AYEDUN

Sim, a cultura pop tem servido de alavanca para reivindicar expressões estéticas sobre corpos femininos-cis plurais y a briga destrava até os arquivos sócio-identitários do século 19.


︎︎︎




Hello, 2021: Que cara vc terá na experîencia visual cotidiana?


POR IGI LOLA AYEDUN

Devido à revolução digital e à democratização dos dispositivos móveis, a imagem tem um papel único no dia a dia das pessoas em todo o mundo, sendo finalmente (agora podemos dizer) mais importante do que mil palavras.


ASSINE




Conversa com Sônia Gomes.


POR JESSICA AMORIM

Sempre inspirada pelo fazer manual e pela vontade de modificar o que já está tido como finalizado, a mineira de Caetanópolis deixou a carreira de advogada para se reconhecer e se afirmar enquanto artista após estudar na Escola Guignard.


︎︎︎


MJOURNAL ED.005- Y QUE VENHA O AMANHÃ.